2011-CAPA-RIR

“Uma noite esplendorosa que ficará gravada para sempre na nossa memória”. A euforia do vocalista e guitarrista Samuel Rosa se justifica pelo empolgante show da banda mineira no Rock in Rio, tudo devidamente captado em imagens inesquecíveis. A masterização do áudio foi feita numa ponte Rio de Janeiro – Nova York, no estúdio Sterling Sounds, o mesmo de grandes estrelas como The Rolling Stones e Coldplay.

Na canção Três Lados, quando ele manda o público rodar as camisetas, as tomadas feitas de helicóptero dão vontade de fazer o mesmo em casa.

Dinamite pura, como diria o saudoso Big Boy. Em Acima do Sol, Samuel pede: “Filmem isso, por favor. Esquece o Skank aqui no palco. Câmera neles, por favor.” Eram 100 mil vozes cantando e agitando com a banda.

Um dos maiores representantes da Geração 90 do Rock Brasil, o Skank apresentou 13 sucessos no Rock in Rio. Recebeu a convidada Negra Li para o hit Ainda Gosto Dela, numa longa versão em que emprestou beleza e talento ao show.

Jackie Tequila foi outro momento especial. Sem guitarra, Samuel agitou a galera neste reggae sobre uma bela morena do Taiti que curte funk e baião.

Duas homenagens foram muito bem recebidas. É Proibido Fumar, com um complemento da platéia sempre que ele canta o nome da música: “Vamos homenagear o Tremendão. Sem ele nós não estaríamos aqui,” disse Samuel. E a bela Vamos Fugir, do mestre Gilberto Gil, que o Skank apresentou para as novas gerações.

“Se o país não for para cada um, pode estar certo, não vai ser para nenhum,” gritou Samuel quando atacou Esmola. A seguir uma declaração de amor à música em Uma Canção É Pra Isso. Show para massa não podia dispensar Garota Nacional e É Uma Partida de Futebol, que fizeram o chão tremer.

A emenda de Três Lados com Vou Deixar também teve grande impacto. Aliás, o que não teve? Nas lentas, como Sutilmente, as milhares de vozes se fizeram presentes.

Foi realmente uma noite inesquecível para Samuel, Lelo Zaneti (baixo), Henrique Portugal (teclados) e Haroldo Ferretti (bateria).

O Skank tocou no dia 1º de outubro. Antes dele se apresentou Frejat e, depois, Maná, Maroon 5 e Coldplay.

Uma noite esplendorosa que ficará gravada para sempre na nossa memória

Faixas

1. Mil Acasos

Mil Acasos

Samuel Rosa - Chico Amaral

Mil acasos me levam a você
O sábado, o signo, o carnaval
Mil acasos me levam a você
A feira, o feriado nacional

Mil acasos me levam a perder
O senso, o ritmo habitual
Mil acasos me levam a você
No início, no meio ou no final
Me levam a você
De um jeito desigual

Mil acasos apontam a direção
Desvios de rota é tão normal
Mil acasos me levam a você
No mundo concreto ou virtual
Me levam a você
De um jeito desigual

Quem sabe, então, por um acaso
Perdido no tempo ou no espaço
Seus passos queiram se juntar aos meus
Seus braços queiram se juntar aos meus

Mil acasos me levam a você
No início no meio ou no final
Mil acasos me levam por aí
Na espuma do tempo, no temporal
Mil acasos me dizem o que sou
Ateu praticante, ocidental
Me levam a você
De um jeito desigual

Quem sabe, então, por um acaso
Perdido no tempo ou no espaço
Seus passos queiram se juntar aos meus
Seus braços queiram se juntar aos meus

2. É Uma Partida de Futebol

É Uma Partida de Futebol

Samuel Rosa - Nando Reis

Bola na trave não altera o placar
Bola na área sem ninguém pra cabecear
Bola na rede pra fazer o gol
Quem não sonhou em ser um jogador de futebol?

A bandeira no estádio é um estandarte
A flâmula pendurada na parede do quarto
O distintivo na camisa do uniforme
Que coisa linda é uma partida de futebol

Posso morrer pelo meu time
E se ele perder, que dor, imenso crime
Posso chorar, se ele não ganhar
Mas se ele ganha, não adianta
Não há garganta que não pare de berrar

A chuteira veste o pé descalço
O tapete da realeza é verde
Olhando para bola eu vejo o sol
Está rolando agora, é uma partida de futebol

O meio-campo é o lugar dos craques
Que vão levando o time todo pro ataque
O centroavante, o mais importante
Que emocionante, é uma partida de futebol

O meu goleiro é um homem de elástico
Os dois zagueiros tem a chave do cadeado
Os laterais fecham a defesa
Mas que beleza é uma partida de futebol

Bola na trave não altera o placar
Bola na área sem ninguém pra cabecear
Bola na rede pra fazer o gol
Quem não sonhou em ser um jogador de futebol?

O meio-campo é lugar dos craques
Que vão levando o time todo pro ataque
O centroavante, o mais importante,
Que emocionante é uma partida de futebol

3. Esmola

Esmola

Samuel Rosa - Chico Amaral

Uma esmola pelo amor de Deus
Uma esmola, meu, por caridade
Uma esmola pro ceguinho, pro menino
Em toda esquina tem gente só pedindo

Uma esmola pro desempregado
Uma esmolinha pro preto pobre doente
Uma esmola pro que resta do Brasil
Pro mendigo, pro indigente

Ele que pede, eu que dou
Ele só pede, o ano é mil
Novecentos e noventa e tal
Eu tô cansado de dar esmola
Qualquer lugar que eu passo
É isso agora

Uma esmola pelo amor de Deus
Uma esmola, meu, por caridade
Uma esmola pro ceguinho, pro menino
Em toda esquina tem gente só pedindo

Uma esmola pro desempregado
Uma esmolinha pro preto pobre doente
Uma esmola pro que resta do Brasil
Pro mendigo, pro indigente
Eu tô cansado, meu bom
De dá esmola
Essa quota miserável da avareza
Se o país não for pra cada um
Pode estar certo
Não vai ser pra nenhum

Não vai não! (7X)

No hospital, no restaurante
No sinal, no Morumbi
No Mário Filho, no Mineirão

Menino me vê
Começa logo a pedir
Me dá, me dá
Me dá um dinheiro aí
Mas menino me vê
Começa logo a pedir
Me dá, me dá
Me dá um dinheiro aí

Uma esmola pelo amor de Deus
Uma esmola, meu, por caridade
Uma esmola pro ceguinho, pro menino
Em toda esquina tem gente só pedindo

4. Uma Canção é Pra Isso

Uma Canção é Pra Isso

Samuel Rosa - Chico Amaral

Uma canção é pra acender o Sol
No coração da pessoa
Pra fazer brilhar como um farol
O som depois que ressoa

Uma canção é pra trazer calor
Deixar a vida mais quente
Pra puxar o fio da paixão
No labirinto da gente

Pra consertar
Pra defender a cidadela
Pra celebrar
Pra reunir bairro e favela

Uma canção me veio sem querer
Naquela hora difícil
Joguei-a logo nesse iê iê iê
Por profissão ou por vício

Pra clarear a escuridão
E o mundo encerra
Pra balançar
Pra reunir o céu e a terra

Uma canção é pra fazer o Sol
Nascer de novo
Pra cantar o que nos encantou
Na companhia do povo

Pra consertar
Pra defender a cidadela
Pra celebrar
Pra reunir bairro e favela

Uma canção é pra acender o Sol
No coração da pessoa
Pra fazer brilhar como um farol
O som depois que ressoa

Pra clarear a escuridão
E o mundo encerra
Pra balançar
Pra reunir o céu e a terra

5. É Proibido Fumar

É Proibido Fumar

Roberto Carlos - Erasmo Carlos

É proibido fumar
Diz o aviso que eu li
É proibido fumar
Pois o fogo pode pegar

Mas nem adianta o aviso olhar
Pois a brasa que agora eu vou mandar
Nem bombeiro pode apagar
Nem bombeiro pode apagar

Eu pego uma garota
E canto uma canção
Nela dou um beijo
Com empolgação
Do beijo sai faísca
E a turma toda grita
Que o fogo pode pegar

Nem bombeiro pode apagar
O beijo que eu dei nela assim
Nem bombeiro pode apagar
Garota pegou fogo em mim
Sigo incendiando bem contente e feliz
Nunca respeitando o aviso que diz

Que é proibido fumar
Que é proibido fumar

É proibido fumar
Diz o aviso que eu li
É proibido fumar
Pois o fogo pode pegar

6. Ainda Gosto Dela

Ainda Gosto Dela

Samuel Rosa - Nando Reis

Hoje acordei sem lembrar
Se vivi ou se sonhei
Você aqui nesse lugar
Que eu ainda não deixei

Vou ficar
Quanto tempo
Vou esperar
E eu não sei o que vou fazer não

Nem precisei revelar
Sua foto não tirei
Como tirei pra dançar
Alguém que avistei

Tempo atrás
Esse tempo está
Lá trás
E eu não tenho mais o que fazer, não
Ainda vejo o luar
Refletido na areia
Aqui na frente desse mar
Sua boca eu beijei

Quis ficar
Só com ela eu
Quis ficar
E agora ela me deixou

Eu ainda gosto dela
Mas ela já não gosta tanto assim
A porta ainda está aberta
Mas da janela já não entra luz

E eu ainda penso nela
Mas ela já não pensa mais em mim
Eu vou deixar a porta aberta
Pra que ela entre e traga a sua luz

7. Jackie Tequila

Jackie Tequila

Samuel Rosa - Chico Amaral

Funk lá no morro da Mangueira
Essa menina tá dizendo sim, eu sei
Noite bamba, tudo à beça
Baião na rampa do Cruzeiro

Essa menina tá dizendo don’t worry
Cause everything is gonna be alright
Everything, every tune
Will be played by night

Reggae lá na rádio do Café
Rapaziada que estiver afim vai lá
Eu vou ficar com Jackie
Se é que Jackie vai pra lá

E se não for, já foi
O bonde do desejo segue rumo
Caixa, bumbo e sexo
Saudade na rampa do mundo

Seu nome é Jackie, Jackie Tequila
Seu nome é Jacqueline Misty Tequila

Jackie foi nascer
Numa cabana em Noa Noa
Sol do Taiti na pele, nowboah
Seu pai cruzou o mar
Duas filhas na canoa
Côco pra beber e leite de leoa

Jackie uma menina
Tão bonita que enjoa
Enjoa de vertigem
Viagem de avião

Hálito de virgem
Dois olhos de amêndoa
Vaca cadela macaca gazela

Linda toda, toda linda ela
Toda beleza
Se reconhece nela

Jackie Tequila
Coca-Cola e água
Égua língua míngua
Minha mágoa, Uô! Uô!

8. Acima do Sol

Acima do Sol

Samuel Rosa - Chico Amaral

Assim ela já vai
Achar o cara que lhe queira
Como você não quis fazer
Sim, eu sei que ela só vai
Achar alguém pra vida inteira
Como você não quis

Tão fácil perceber
Que a sorte escolheu você
E você cego, nem nota
Quando tudo ainda é nada
Quando o dia é madrugada
Você gastou sua cota

Eu não posso te ajudar
Esse caminho não há outro
Que por você faça
Eu queria insistir
Mas o caminho só existe
Quando você passa

Quando muito ainda é pouco
Você quer infantil e louco
Um sol acima do sol
Mas quando sempre
É sempre nunca
Quando ao lado ainda
É muito mais longe
Que qualquer lugar

Um dia ela já vai
Achar o cara que lhe queira
Como você não quis fazer
Sim, eu sei que ela só vai
Achar alguém pra vida inteira
Como você não quis

Se a sorte lhe sorriu
Porque não sorrir de volta
Você nunca olha a sua volta
Não quero estar sendo mau
Moralista ou banal
Aqui está o que me afligia

Um dia ela já vai
Achar o cara que lhe queira
Como você não quis fazer
Sim, eu sei que ela só vai
Achar alguém pra vida inteira
Como você não quis

9. Três Lados

Três Lados

Samuel Rosa - Chico Amaral

Escutei alguém abrir os portões
Encontrei no coração multidões
Meu desejo e meu destino brigaram como irmãos
E a manhã semeará outros grãos

Você estava longe, então
Por que voltou
Seus olhos de verão
Que não vão entender?

E quanto a mim, te quero, sim
Vem dizer que você não sabe
E quanto a mim, não é o fim
Nem há razão pra que um dia acabe

Cada um terá razões ou arpões
Dediquei-me às suas contradições, fissões, confusões
Meu desejo, seu bom senso, raivosos feito cães
E a manhã nos proverá outros pães

Os deuses vendem quando dão
Melhor saber
Seus olhos de verão
Que não vão nem lembrar

E quanto a mim, te quero, sim
Vem dizer que você não sabe
E quanto a mim, não é o fim
Nem há razão pra que um dia acabe

Somos dois contra a parede e tudo tem três lados
E a noite arremessará outros dados
Os deuses vendem quando dão
Melhor saber
Seus olhos de verão
Que não vão nem lembrar

E quanto a mim, te quero, sim
Vem dizer que você não sabe
E quanto a mim, não é o fim
Nem há razão pra que um dia acabe

10. Vou Deixar

Vou Deixar

Samuel Rosa - Chico Amaral

Vou deixar a vida me levar
Pra onde ela quiser
Estou no meu lugar
Você já sabe onde é

Não conte o tempo por nós dois
Pois a qualquer hora
Posso estar de volta
Depois que a noite terminar

Vou deixar a vida me levar
Pra onde ela quiser
Seguir a direção
De uma estrela qualquer

Não quero hora pra voltar
Não!
Conheço bem a solidão
Me solta!
E deixa a sorte me buscar

Eu já estou na sua estrada
Sozinho não enxergo nada
Mas vou ficar aqui
Até que o dia amanheça
Vou esquecer de mim
E você se puder
Não me esqueça

Vou deixar o coração bater
Na madrugada sem fim
Deixar o sol te ver
Ajoelhada por mim
Sim!

Não tenho hora pra voltar
Não!
Eu agradeço tanto a sua escolta
Mas deixa a noite terminar

Eu já estou na sua estrada
Sozinho não enxergo nada
Mas vou ficar aqui
Até que o dia amanheça
Vou esquecer de mim
E você se puder
Não me esqueça

Não, não, não quero hora
Pra voltar, não
Conheço bem a solidão
Me solta!
E deixa a sorte me buscar

Não, não, não tenho hora
Pra voltar, não
Eu agradeço tanto a sua escolta
Mas deixa a noite terminar

11. Garota Nacional

Garota Nacional

Samuel Rosa - Chico Amaral

Aqui nesse mundinho fechado ela é incrível
Com seu vestido preto indefectível
Eu detesto o jeito dela, mas pensando bem
Ela fecha com meus sonhos como ninguém

Conhece-te a ti mesmo e eu me conheço
Sou um qualquer vulgar, bem, às vezes esqueço
E finjo que não finjo ao ignorar
Que ela me domina no primeiro olhar

Porque ela derrama um banquete, um palacete
Um anjo de vestido, uma libido do cacete
Ela é tão vistosa que talvez seja mentira
Quem dera minha cara fosse de sucupira

Conhece-te a ti mesmo e eu me conheço
Sou um qualquer vulgar, bem, às vezes esqueço
E finjo que não finjo ao ignorar
Que ela me domina no primeiro olhar

Eu quero te provar
Cozida a vapor
Eu quero te provar
Sem medo e sem amor

12. Sutilmente

Sutilmente

Samuel Rosa - Nando Reis

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
Quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
Quando eu estiver fogo
Suavemente se encaixe

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce
Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti
Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce
Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti
Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti

13. Vamos Fugir

Vamos Fugir

Gilberto Gil - Liminha

Vamos fugir
Deste lugar, baby
Vamos fugir
Tô cansado de esperar
Que você me carregue

Vamos fugir
Pr’outro lugar, baby
Vamos fugir
Pr’onde quer que você vá
Que você me carregue

Pois diga que irá
Irajá, Irajá
Pra onde eu só veja você
Você veja a mim só
Marajó, Marajó
Qualquer outro lugar comum
Outro lugar qualquer
Guaporé, Guaporé
Qualquer outro lugar ao sol
Outro lugar ao sul
Céu azul, céu azul
Onde haja só meu corpo nu
Junto ao seu corpo

Vamos fugir
Pr’outro lugar, baby
Vamos fugir
Pr’onde haja um tobogã
Onde a gente escorregue

Vamos fugir
Deste lugar, baby
Vamos fugir
Tô cansado de esperar
Que você me carregue

Pois diga que irá
Irajá, Irajá
Pra onde eu só veja você
Você veja a mim só
Marajó, Marajó
Qualquer outro lugar comum
Outro lugar qualquer
Guaporé, Guaporé
Qualquer outro lugar ao sol
Outro lugar ao sul
Céu azul, céu azul
Onde haja só meu corpo nu
Junto ao teu corpo nu

Vamos fugir
Pr’outro lugar, baby
Vamos fugir
Pr’onde haja um tobogã
Onde a gente escorregue

Tô cansado de esperar
Que você me carregue
Todo dia de manhã
Flores que a gente regue
Uma banda de maçã
Outra banda de reggae

Todo dia de manhã
Flores que a gente regue
Uma banda de maçã
Outra banda de reggae

Encontre este álbum em