Amanhã (Samuel Rosa)


Amanhã quando o sol te acordar
Eu vou estar bem atrás de você, pra te vigiar
E vou seguir seus passos pela cidade
A intimidade não tem limites
Fora de qualquer lei vou te violar

E se os opostos se atraem tudo é tão igual
Entre nós já não há quem diga que isso é casual
E a tarde quente, agitada, vai ficar tão mansa
Ficar tão mansa, enluarada

E se os opostos se atraem tudo é tão igual
Entre nós já não há quem diga que isso é casual
E posso até provar que sua rotina
Tão fria e morta te ampara, mas sufoca

Só que ainda me sinto discretamente indeciso
Em suas mentiras, ainda teimo em crer
Noite passada eu te flagrei roubando
Juntando palavras precisas pra me corromper


Álbuns relacionados


Download da música
Disponível no iTunes